Publicado por: blogdoprudencio | fevereiro 10, 2012

Duas dicas de Eike Batista que fazem a diferença – Planeje-se

Eike Batista é o homem mais rico do Brasil, o 8° mais rico do mundo e almeja ser o mais rico do mundo nos próximos 4 anos e o incrível é que pra ele isso é muito tempo.

Veja o pensamento de Eike e tire suas próprias conclusões do porque algumas empresas não saem de negócios lucrativos para negócios bilionários.

Recentemente Eike Batista concedeu uma entrevista ao Fantástico, onde deu algumas dicas ao empreendedor.

As dicas que visualizei como mais importantes e que talvez – embora todo mundo saiba – seja as menos aplicadas nos dias de hoje são:

1 – Delegar funções e cobrar resultados;

2 – Distribua os lucros.

Vou aqui, dar o meu ponto de vista sobre essas duas dicas.

Não é de hoje que vejo empresas e líderes que não sabem delegar funções e menos ainda cobrar resultados. É comum quando um líder delega função, ele simplesmente passar a tarefa que era dele para um subordinado e relaxar. Ou um líder não delegar e viver na correria. Delegar função é delegar objetivos, não é delegar tarefas!

Delegar funções está muito ligado a você transferir aquela sua idéia que lhe despenderia tempo e lhe impediria de ter novas idéias, a alguém que a execute. E após delegar, com metas e prazo de realização, acompanhar o desenrolar até sua conclusão e não meramente tarefas cotidianas.

Não ache que você sabe delegar, porque passa seus afazeres a outros. Você sabe delegar de forma eficiente, quando tem uma idéia produtiva, sabe transmiti-la para que outro a execute e consegue acompanhá-la até sua conclusão.

Muitas empresas, até hoje, tem supervisores, gerentes, encarregados e diversos outros cargos de liderança e todos sem nenhuma meta. A meta de cada um é supervisionar para que todos façam o que a diretoria pensou em um determinado momento e sejam apenas delatores de erros uns dos outros. Onde está o crescimento nisso?

O primeiro passo deve vir de cima. Os responsáveis pelo crescimento da empresa, devem saber aonde querem chegar, devem colocar metas para que seus subordinados cheguem lá por eles, e deve cobrá-los para que sempre atinjam essa meta, mas muitos ainda trabalham e ao fim do mês apenas olham uma planilha e pensam se foi melhor ou pior que o mês anterior e ponto. Isso está muito longe de ser uma empresa de destaque, no máximo uma empresa de alto valor agregado e lucrativa, mas o quanto lucrativa perto das demais de seu segmento é que lhe fará ser grandiosa.

Agora vamos falar sobre distribuir os lucros. Muitos empreendedores já logo se apavoram ao ouvir isso. Eles querem assalariados contentes, mas isso está cada dia mais difícil. Todo mundo almeja ter algo próprio e ter, mesmo que 1% de uma empresa já o faz se sentir responsável por toda ela.

Eike Batista disse que até o dono da padaria deveria pegar 20% do seu lucro para distribuir aos funcionários. Imagine-se você com duas opções de emprego, uma que você ganhará R$3.000,00 reais e outra que você ganhará R$1.500,00, porém terá 5% do faturamento líquido. Qual escolheria?

Se você escolheu a primeira opção, você nunca precisou de dinheiro ou foi assalariado em sua vida, ou você é acomodado, sinto em lhe dizer. A verdade é que qualquer um quer uma perspectiva de crescimento, e existe perspectiva maior do que a que está alinhada com os próprios donos da empresa? Quer dizer, se a empresa cresce e é claro que ela quer crescer você cresce. Com isso, será que você não vai trabalhar muito mais focado em fazê-la crescer do que com um assalariado com reajustes anuais?

Após o Eike Batista dizer essa frase “distribua os lucros, os resultados serão impressionantes” tudo ficou claro pra mim, mas isso deveria ser óbvio.

Detalhes de visão como esses, fazem a diferença entre ter lucro e ser grandioso. Você almeja estabilidade ou ser destaque no ramo que atua? Você quer ter desafios e olhar a planilha e ver se atingiu suas metas ou quer olhar a planilha com os dedos cruzados torcendo pra ter sobrado mais dinheiro que o mês anterior?

Pense em tudo isso, como uma nova forma de se destacar no mercado e fazer com que seus funcionários “briguem” pela sua empresa. Você só ganha o jogo se todos correrem em campo, apenas alguns correndo, fará com que em determinados momentos você tenha uma jogada brilhante, mas não trará regularidade e é isso que ganha um campeonato.

Fonte: (www.administradores.com.br)

Por: Raphael dos Santos

 Histórias como a do empresário Eike Batista mostram que o sucesso vem após muito trabalho e organização. Conhecer o mercado é essencial, mas enfrentar desafios e persistir é ainda mais importante. Por isso Planeje-se, corra atrás dos seus sonhos e trabalhe para alcançar o sucesso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: