Publicado por: blogdoprudencio | agosto 17, 2011

É interessante uma micro ou pequena empresa ter uma loja virtual? Planeje-se

Para os empresários de micro e pequenas empresas que ainda não pensaram em ter uma loja virtual, abaixo, apresentamos alguns dados estatísticos para que possam analisar se vale a pena ou não ter um loja virtual.

  • O Dia dos Namorados rendeu números favoráveis ao e-commerce em 2011. De acordo com a e-bit, empresa especializada em informações do setor, somente no período de 29 de maio a 12 de junho foram faturados R$ 680 milhões no varejo online. Esse valor representou um acréscimo de 15% no ano se comparado com o mesmo período de 2010, com mais de 2 milhões de pedidos realizados.
  • O acesso à internet em qualquer ambiente (domicílios, trabalho, escolas, lan houses ou outros locais) atingiu 73,9 milhões de pessoas, segundo pesquisa realizada pelo Ibope Nielsen Online, no quarto trimestre de 2010. O total de pessoas com acesso à internet no trabalho ou em domicílios chegou a 58,6 milhões, segundo o Ibope Nielsen, sendo que aproximadamente 23 milhões de usuários realizaram alguma compra.
  • Uma pesquisa divulgada recentemente pela Juniper Research avisa: só este ano, o m-commerce – comércio feito através de dispositivos móveis, como smartphones e tablets – vai faturar US$ 240 bilhões no mundo. Por enquanto, este não é um meio muito utilizado no Brasil, apesar de existirem aproximadamente 16 milhões de usuários de smartphones no País.
  • Segundo dados da consultoria e-bit, o comércio eletrônico cresceu 40% no Brasil em 2010, chegando a quase R$ 15 bilhõesem faturamento. Nesseperíodo, o tíquete médio aumentou 11%.
  • Ao longo do ano passado, as visitas aos sites aumentaram 51%, alcançando mais de 14 milhões de visitantes por mês, e o faturamento cresceu 70%, somando R$ 2,7 bilhões.

Para reforçarmos os dados estatísticos de que o comércio eletrônico teve ótimos resultados e que é possível aproveitar essa onda para as micro e pequenas empresas, selecionamos 5 cinco principais tendências como forças impulsionadoras desse crescimento, de acordo com o estudo chamado “Nothing But Net: 2011 Internet Investment Guide”, da J.P.Morgan:

  1. As redes sociais mudaram significativamente o comportamento do consumidor, os limites da privacidade e das informações pessoais, os padrões de comunicação e o emprego do tempo;

    2. O surgimento de vários novos dispositivos portáteis com acesso à internet está fazendo com que as pessoas demandem mais informações, meios de comunicação e de entretenimento, independente do local onde estejam;

      3. Os consumidores estão dispostos a consumir mais conteúdo de vídeo da internet;

      4. Os serviços de localização estão ganhando força, abrindo caminho para novas tendências de personalização;

     5. O crescimento do comércio eletrônico global está sendo impulsionado pela crescente classe média em todo o mundo, pela maior disponibilidade da banda larga e pela concorrência com os varejistas e suas lojas físicas.

Fonte: AGNALDO CASTANHARO

 Esta com duvidas de como agir com sua empresa? Não sabe se deve investir em propaganda? Conheça o Planeje-se. É um site desenvolvido para dar apoio a tomada de decisões dos empresários. Experimente por 5 dias grátis, sem compromisso. Eu fui conhecer, e hoje é um dos meus parceiros para lidar com minha empresa.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: